A Terra de Uz – Local Bíblico Onde Morava Jó

A Terra de Uz. Local onde morava Jó. Um dos personagens da Bíblia que aparecem no livro de Jó, Velho ou Antigo Testamento.

A Terra de Uz, conforme lemos no livro de Gênesis, é o local em que Jó morava. Uz, na verdade, não é um local, mas sim o nome do filho primogênito (primeiro filho ou filho mais velho) de Milca.

Milca, por sua vez, era casada com Naor, irmão de Abraão. Milca e Naor tiveram oito filhos, a saber: Uz, Buz, Quemuel, Quésede, Hazo, Pildas, Jidlafe e Betuel (Gênesis 22.20,21).

A Bíblia nos informa que a Terra de Uz ficava no Oriente. Mas não nos dá sua localização exata. Por isso, fica difícil situá-la exatamente.

Mas, por que queremos saber isso? Porque queremos falar sobre o Profeta Jó. Vamos então ao artigo sobre:

A Terra de Uz – Local onde morava Jó

A Wikipédia nos informa que as duas localizações mais prováveis para a Terra de Uz estão na Arábia, a leste de Petra. Essa região está situada ao noroeste da Arábia Saudita.

historia-jo-terra-uz-genesis

Ou, então, em Basã, a leste do mar da Galileia e ao sul de Damasco, capital da Síria. Região que situa-se a oeste da Jordânia ou ao sul da Síria.

Basã era onde ficava o reino de Ogue, citado em Deuteronômio. Mas lá também pouco se sabe sobre sua localização.

Segundo a Wikipédia, Basã é a região mais provável para a localização da Terra de Uz. E na Terra de Uz morava Jó, o personagem principal de nossa história, que aparecerá em muitos posts, do nosso blog Contos e Estudos Bíblicos.

Todavia,se você souber informações sobre essas regiões, escreva-as nos comentários.

Muito obrigado por assinar o feed Contos Bíblicos.

Que Deus o ilumine e o ajude a compreender ainda mais sua Palavra.

José Guimarães e Silva é professor, escritor e blogueiro.

The following two tabs change content below.
Escrever, ler, estudar a Bíblia, orar pelas pessoas... É isso o que José Guimarães e Silva faz questão da fazer, diariamente. Também ir às igrejas e ouvir pregações acaloradas. Louvar o nome do Senhor Jesus. Fez estudos bíblicos na Escola Dominical da Igreja Presbiteriana de Pouso Alegre. Também fez estudos bíblicos com o Pastor Anderson Beiral, que faz Mestrado em Liderança pela Andrews University. E também com o Irmão Flávio. Reside atualmente em Cuiabá, Mato Grosso. José Guimarães e Silva é autor dos seguintes livros: Poesias Evangélicas, Orações ao Senhor Deus e Palavras que Transformam. Meu lema é: Quem não vive para servir, não serve para viver. O Senhor é o meu Pastor, nada me faltará.

Latest posts by José Guimarães e Silva (see all)

Comente com Facebook

Comentários com Facebook

21 comentários deixe um →

  1. Gilberto Silva

    Amei os comentários. Deus vos abençoe

    Responder
  2. Roberto

    a prática de rasgar as vestes é um sinal de não contentamento com um fato inesperado, uma notícia ruim, absurdo ao contexto histórico, sem nexo com a fidelidade a Deus, contestável, incomum. O descontentamento é tão grande, que , com ato, se desfaz tudo o que se havia construído durante anos a fio.É como se tudo viesse por água a baixo. Como se tudo fosse desfeito, pacto, comunhão, amizade, esperança e forças. É como se não tivesse forças para continuar vivendo e não tivesse mais razão para viver. Todos os princípios, honra, relacionamentos caíram.Desde os tempos antigos esse costume é praticado por homens ligados a Deus. Jó em Jó1.20, Eliaquim, Sebna e Joá em Is36.22, o rei Ezequias em Is37.1
    A prática de rasgar as roupas, nas culturas orientais, mostrava emoções fortes, geralmente angústia, tristeza ou remorso. Podemos observar estes sentimentos nos contextos de vários trechos que falam deste ato.

    Quando um mensageiro foi falar para Eli que a arca da aliança foi perdida e os filhos do sacerdote, mortos, ele chegou com suas vestes rasgadas (1 Samuel 4:12).

    Quando Davi ouviu a notícia que Absalão havia matado os outros filhos do rei (embora tivesse morrido somente Amnon), ele e as pessoas que estavam com ele rasgaram as roupas (2 Samuel 13:31).

    Quando os oficiais do governo de Judá ficaram perturbados com as ameaças dos assírios, foram ao rei com suas vestes rasgadas (2 Reis 18:37).

    O sumo sacerdote mostrou ultraje quando Jesus afirmou a sua divindade, rasgando as próprias roupas e acusando o Filho de Deus de blasfêmia (Mateus 26:65).

    Josias percebeu que o povo não estava obedecendo ao Senhor e rasgou suas vestes como sinal de angústia e de remorso. Deus aceitou este comportamento como sinal de seu arrependimento e ouviu sua oração (2 Reis 22:11,18-20).

    O mesmo ato por Esdras mostrou seus sentimentos de vergonha e remorso quando soube do pecado do povo em fazer casamentos com os povos pagãos. Ele foi orar a Deus com as vestes rasgadas (Esdras 9).

    É especialmente nestes últimos casos citados que encontramos uma lição importante. Deus não olha para as roupas rasgadas, embora tenham refletido os sentimentos das pessoas angustiadas e arrependidas. Num livro que avisa bastante sobre a vinda de castigo divino, Deus falou o que ele realmente quer dos pecadores: “Ainda assim, agora mesmo, diz o Senhor: Convertei-vos a mim de todo o vosso coração; e isso com jejuns, com choro e com pranto. Rasgai o vosso coração, e não as vossas vestes, e convertei-vos ao Senhor, vosso Deus…” (Joel 2:12-13).

    Responder
  3. marco silva

    Eu as vezes estranho algumas perguntas que algumas pessoas fazem, quando a bíblia omite a resposta. Não que não seja interessante saber. Mas se a bíblia omite, isso significa que estas coisas não são tão importantes assim. Que diferença faz saber ou não quem foram os pais de Jó? Conhecer o Jó é que faz a diferença. Ele era INTEGRO, JUSTO, TEMIA A DEUS e DESVIAVA-SE do mal. Que exemplo maravilhoso. Ele PERDE TUDO: riqueza, familia, amigos, saúde e NEM MESMO assim deixa de servir a Deus. JÓ é que era importante.

    Responder
    • Olá Marco Silva, boa tarde.

      A curiosidade está sempre presente nos homens e mulheres de todos os tempos, por isso essas perguntas são feitas constantemente.

      Nós estudamos a Bíblia e a pesquisamos, com o objetivo de encontrar respostas às perguntas que nos deixam aqui.

      Fique com a Paz de Jesus.

      José Guimarães

      Responder
  4. Leandro Bertolin

    tomara que consegui ajudar um pouco, paz a todossss

    Responder
  5. Leandro Bertolin

    Ele era Sacerdote famlliar, profeta, e santo de Deus, mas aprendeu na prova e passou a conhecer Deus com seus próprios olhos…

    Responder
  6. Leandro Bertolin

    uma coisa é fato: O livro de Jó se passa dentro do livro de Gênesis, sendo Moisés ou Salomão ou outro não importa, os costumes parecem com os de noé e Abraão

    Responder
  7. Leandro Bertolin

    era um costume dos tempos passados usar o nome do lugar e colocar em pessoas e vice versa, exemplo Harã era o nome do irmão de Abraão e ele vai pra essa terra, onde nunca esteve antes. Mais provável que Jó tenha vivido depois de noé uns cem anos como a bíblia diz em Jó sobre as verdas antigas quando uma torrente ou um dilúvio cai sobre os hmens impios, Jó cap 22, algumas traduções dizem século passado. Jó não era ímpio nem seus amigos, temiam a Deus, mas não falaram de Deus retamente e atribuiram a Jó iniquidades, mas havia muitos impios nessa época, provavelmente orgias, pecados e coisas terriveis aconteciam entre os filhos de Jó.
    Pois como na época de Abrão, se casava com irmãs, mas isso não acontecia com os primeiros filhos de jó. O jó de gênesis da tribo de Issacar na genealogia não é o mesmo do livro de jó citado em Ezequiel e Tiago, pois tribo de Issacar de jacó ou Israel vieram de canaã e Jó morava em Uz (Arábia como diz este site).paz a todos.

    Responder
  8. LUIZ DE JESUS ARAUJO

    GOSTEI MUITO DA SUA RESPOSTA SOBRE JO

    Responder
    • José Guimarães

      Olá Luiz

      Muito obrigado por seu comentário.
      Ele nos ajuda a firmar na Palavra de Deus.
      Também a divulgar histórias do povo de Deus.

      José Guimarães

      Responder
  9. Queria saber sobre o povo que viveu na terra de uz juntamente com jó , se eram um povo rebeldes ou temente a DEUS

    Responder
  10. Stephanie Pedroza

    e eu nem sabia aonde jó morava

    Responder
  11. Stephanie Pedroza

    e eu nei sabia aonde jó morava

    Responder
  12. Stephanie Pedroza

    gostei muito

    Responder
  13. desejo saber com detalhes, o significado do nome jó, e terra de uz.

    Responder
    • José Guimarães

      Olá Amarildo Barbosa

      Publicaremos um artigo aqui no blog Contos e Estudos Bíblicos sobre o significado do nome Jóe e terra de Uz.

      Aguarde.

      Muito obrigado por sua visita e comentário.

      Responder
  14. paulo

    porque jó rascou seu mando e raspou sua cabeça quando ele recebeu a noticia que seus filhos morreu ?

    Responder
    • J Guimaraes

      Olá Paulo

      Antes de mais nada, muito obrigado por acessar e comentar no blog Contos Bíblicos.

      Jó rasgou o manto em sinal de respeito ao Senhor Deus. Ele entendia que nu veio ao ventre da mãe dele. E nu iria para a sepultura, caso sua morte ocorresse logo. Assim ele pensou.

      Jó disse: “Nu saí do ventre de minha mãe, e nu tornarei para lá. O Senhor deu, e o Senhor tirou; bendito seja o nome do Senhor.”

      Perceba que ele disse isso, sem ofender ao Senhor. Ao passo que outra pessoa xingaria, falaria impropérios, culparia ela própria ou alguém.

      Ao contrário disso,Jó não culpou ninguém nem a si próprio. Nem a sua esposa ou a seus filhos por fazerem festa.

      Ele simplesmente rasgou o manto e rapou a cabeça, em respeito ao Senhor Deus.

      Jó 1.21

      Paulo, espero ter respondido sua pergunta.

      Responder
  15. Contos Bíblicos

    Anônimo

    Sua resposta encontra-se no post:

    Quem foram os pais de Jó

    Responder
  16. Anonymous

    queria saber quem foi os pais de jó
    vcs poderiam me enformaar ?

    Responder

Leave a comment