O provérbio na boca dos tolos

O provérbio na boca dos tolos

Como as pernas do coxo, que pendem frouxas, assim é o provérbio na boca dos tolos.
Provérbios 26.7

Ou seja, eles falam o tempo todo aquilo que acham certo, porém, eles mesmos transgridem suas idéias.

Se criam leis, elas duram pouco tempo, porque seus autores se veem no direito de transgredi-las.

Surgem necessidades de alteração a fim de que se permitam uma prática que antes era proibida.

Surgem idéias de grupo que defendem um ato que beneficie uma classe social.

O pior é que muitas vezes nem se lembram de consultar o povo.

Então, criam emendas para alterá-las, conforme suas necessidades.

Fique com a Paz de Jesus

Comente com Facebook

Comentários com Facebook

José Guimarães e Silva

José Guimarães e Silva é autor dos livros: Poesias Evangélicas, Orações ao Senhor Deus e Palavras que Transformam.

O Senhor é o meu Pastor, nada me faltará.

2 thoughts to “O provérbio na boca dos tolos”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *