Jesus diz aos apóstolos: Eu sou a videira verdadeira e o meu Pai é o agricultor

Jesus diz aos apóstolos que Ele é a videira verdadeira e o Pai dEle é o agricultor. Portanto, Jesus é a planta e Deus é o cuidador da planta. Jesus usa essa maneira figurada de ensinar por ser mais fácil de ser entendida pelas pessoas.

O que é a videira?

Videira, caso você esteja em dúvida, é a planta que fornece aos agricultores as uvas. Elas têm folhas lobadas, ovadas e tomentosas. A planta requer constantes cuidados, talvez por isso Jesus tenha usado a videira para ilustrar essa lição bíblica. A videira é cultivada no mundo inteiro (Dicionário Aurélio).

O que a Bíblia diz? 

A Bíblia diz no livro de João que Jesus contou certa vez aos seus apóstolos que Ele é a videira e o Pai dele é o agricultor. Ora, a Bíblia diz também que o Pai de Jesus é o Senhor Deus. Logo, devemos entender que Deus é o agricultor. Ou seja, o plantador da videira, que é Jesus.

Leremos agora as palavras ditas pelo Senhor Jesus, que encontramos no quarto livro do evangelho, de nome João. Nossa leitura estará focada apenas no capítulo de número quinze.

A videira e os ramos

Jesus diz:

1. Eu sou a videira, e meu Pai é o agricultor.

2. Todo ramo em mim que não dá fruto Ele o corta, e todo ramo que produz fruto Ele o poda, para que produza mais fruto ainda.

3. Vós já estais limpos por causa da palavra que vos tenho falado.

4. Permanecei em mim, e eu permanecerei em vós. O ramo de si mesmo não pode produzir fruto, se não permanecerdes em mim.

Eu sou a videira verdadeira

Jesus Cristo: Eu sou a videira verdadeira, meu pai é o agricultor
Imagem meramente ilustrativa (não é a imagem de uma videira)

5. Eu sou a videira, vós sois os ramos. Se alguém permanece em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; sem mim nada podeis fazer.

6. Se alguém não permanecer em mim, será lançado fora, como o ramo, e secará; tais ramos são apanhados, lançados no fogo e se queimam.

7. Se permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis o que quiserdes, e vos será feito.

8. Nisto é glorificado meu Pai, em que deis muito fruto, e assim vos tornareis meus discípulos.

9. Como o Pai me amou, também eu vos amei. Permanecei no meu amor.

10. Se guardardes os meus mandamentos, permaneceis no meu amor, assim como eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai, e permaneço no seu amor.

11. Tenho-vos dito isto para que a minha alegria esteja em vós, e a vossa alegria seja completa.

12. O meu mandamento é este: Amai-vos uns aos outros como eu vos amei.

13. Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a própria vida pelos seus amigos.

14. Vós sois meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando.

15. Já não vos chamo de servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor. Antes, tenho-vos chamado amigos, pois tudo o que ouvi de meu Pai vos tenho dado a conhecer.

16. Não fostes vós que me escolhestes, mas fui eu que vos escolhi, e vos designei para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo o que em meu nome pedirdes ao Pai Ele vos conceda.

17. Isto vos ordeno: Amai-vos uns aos outros.

18. Se o mundo vos odeia; sabei que, primeiro do que a vós; me odiou a mim.

19. Se fosseis do mundo, o mundo amaria o que era seu. Mas como não sois do mundo, antes, dele vos escolhi, é por isso que o mundo vos odeia.

20. Lembrai-vos da palavra que vos disse: Não é o servo maior do que o seu senhor. Se eles me perseguiram, também vos perseguirão. Se guardaram a minha palavra, também guardarão a vossa.

21. Mas tudo isto vos farão por causa do meu nome, pois não conhecem aquele que me enviou.

22. Se eu não tivesse vindo, bem lhes tivesse falado, não teriam pecado. Agora, porém, não têm desculpa do seu pecado.

23. Aquele que me odeia, odeia também a meu Pai.

24. Se eu não tivesse feito entre eles o que nenhum outro fez, não teriam pecado. Mas agora viram, e odiaram a mim e a meu Pai.

25. Mas é para que se cumpra a palavra que está escrita na sua lei: Odiaram-me sem motivo.

26. Quando vier o Consolador, que eu da parte do Pai vos enviarei, o Espírito da verdade, que procede do Pai, ele testificará de mim.

27. E vós também testificareis, pois estais comigo desde o princípio.

João 15.1-27

Jesus disse essas palavras aos seus apóstolos, alguns dias antes de ser preso. Ele sabia que sua prisão estava próxima. Sabia também que essa prisão seria o seu fim. Pois esse acontecimento já estava previsto desde quando ele veio à Terra.

Os profetas já haviam escrito séculos antes que viria um homem, Filho de Deus, e seria levado como um cordeiro para o matadouro. Essa passagem se encontra no livro de Isaías, capítulo 53. O livro de Isaías se encontra na Bíblia, no Velho Testamento.

Devemos entender nas palavras de Jesus que Ele segue os mandamentos do Pai dEle. Ou seja, Jesus segue os Mandamentos da Lei de Deus. E diz para os que são (ou querem) ser amigos dEle seguirem esse mandamento também.

Claro, Jesus pede que amemos uns aos outros. Pois, se acontecesse isso no mundo o tempo todo haveria respeito entre as pessoas. Com isso não haveria corrupção, traição, violência e todos os males que tanto prejudicam os filhos de Deus.

Note que deixamos algumas frases em negrito. Fizemos isso porque vamos estudá-las mais tarde, em próximos posts do blog Contos e Estudos Bíblicos.

Leia mais artigos contando a História de Jesus Cristo, aqui no nosso blog Contos e Estudos Bíblicos.

O blog Contos e Estudos Bíblicos precisa sempre de você, para existir. Portanto, tome a decisão de divulgar os artigos de nosso blog Contos e Estudos Bíblicos nas redes sociais. Para isso, copie links dos artigos que mais gosta e cole nas suas mensagens do Facebook, Twitter e outras.

Receba posts do blog Contos e Estudos Bíblicos por Email.

Curta a Página de Fãs do blog Contos e Estudos Bíblicos no Facebook.

Siga o blog Contos e Estudos Bíblicos no Twitter.

Comente com Facebook

Comentários com Facebook

José Guimarães e Silva

José Guimarães e Silva é autor dos livros: Poesias Evangélicas, Orações ao Senhor Deus e Palavras que Transformam.

O Senhor é o meu Pastor, nada me faltará.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *