História bíblica em que Jesus cura um homem com lepra

Publicamos nesse artigo do blog Contos e Estudos Bíblicos a história bíblica em que Jesus cura um homem com lepra. Esse relato bíblico se encontra nos livros de Mateus, Marcos e Lucas.

A lepra entre os povos antigos

Sabemos que a lepra, durante muito tempo da existência da humanidade, foi considerada uma doença terrível, porque as pessoas achavam que era uma doença muito contagiosa. Não havia estudos sobre a doença, por isso o mito era muito comum entre as pessoas e o preconceito reinava no meio delas. Com isso, os doentes sofriam muito.

As pessoas com lepra eram isoladas do convívio social. Como não havia hospital para abrigá-las nem remédio para curá-las, eram enviadas para lugares distantes. Lá, eram condenadas à morte. Isto é, viviam com a doença a lhes consumir as extremidades do corpo até que morressem.

Um breve histórico sobre a lepra

Ainda hoje muitas pessoas têm medo terrível da lepra. Acham que só de se aproximar de uma pessoa doente já pegarão a doença.

Esse comportamento estranho acontece nos dias de hoje por falta de informação. Porque estudos científicos constatam que só 5% da população tem propensão de pegar a doença.

Portanto, as pessoas deveriam ficar despreocupadas quanto à contaminação.

É claro que o ideal seria se houvesse uma maneira de saber se determinada pessoa é propensa a pegar a doença ou não. Porém, não existe. Assim, convivemos com o medo da doença, assim como temos medo de outras doenças. Pois os médicos diagnosticam a lepra depois que o doente que os procuram apresentam manchas no corpo ou outros sintomas característicos que indicam a enfermidade.

A lepra é uma doença contagiosa, transmitida de uma pessoa doente que não esteja em tratamento para outra. Os sintomas, depois que a pessoa for contaminada, demoram de dois a cinco anos para aparecerem. O doente apresenta sintomas dermatológicos e neurológicos. Essas características facilitam o diagnóstico.

O portador da doença é comumente chamado de leproso, lazarento, hanseniano, lazarado e outros nomes menos usados. O tratamento é feito pelas unidades de saúde como o SUS (Sistema Único de Saúdo). Há um local nas cidades específico para atender pessoas com suspeitas de lepra para avaliação, diagnóstico e tratamento.

Os remédios são gratuitos ao paciente. Compõem-se atualmente de três antibióticos: Rifampicinia, Clofazimina e Dapsona. As pessoas doentes não devem nunca abandonar o tratamento, ainda que os sintomas tenham desaparecidos. Devem sempre retornar ao local indicado para avaliação médica e para receberem alta.

Por que escrevo esses parágrafos:

Escrevo esses parágrafos sobre a hanseníase porque dia destes um médico especialista em hanseníase me disse que:

• Para pegar lepra uma pessoa precisa conviver com o doente de cinco a dez anos.

• Ou seja, não se pega a doença com um simples olhar, um aperto de mão. Ou por sentar-se ao lado do doente num ônibus, trem, metrô, carros de passeio e outros.

Quem viu o filme Ben-Hur deve se lembrar de que a mãe e a irmã do personagem estava condenada a morrer num lugar tristonho e solitário, distante das cidades. Tudo porque tinham medo de pegar a doença. (Escrevo esse fato por me lembrar do filme, que vi na adolescência. Talvez, novas versões desse filme mostrem histórias diferentes.)

O filme Ben-Hur foi estrelado pelo ator norte-americano Charlton Heston. O nome do personagem era Judah Bem-Hur. Teve 12 indicaçoes ao Oscars, no ano 1960, e ganhou 11 estatuetas. Um dos recordistas de prêmios da Academia, empatado com Titanic. (Fonte: Wikipédia)

A Fantástica Descoberta de Hansen

No ano de 1874 o médico norueguês Gerhard Armauer Hansen, após longos anos de estudos, descreveu a doença. A lepra ganhou então o nome de Hanseníase, em homenagem ao Dr. Gerhard Amauer Hansen.

O conceituado médico descobriu que a moléstia é causada por uma bactéria em forma de bastão, Mycobacterium lepra, similar ao bacilo responsável pela tuberculose. Descobriu também que a transmissão de dá por contágio direto, isto é, de uma pessoa para outra. Sendo que o convívio deve ser prolongado. Também, em ambientes de condições precárias de higiene; ou indireto, através da roupa.

Depois desse giro rápido sobre a doença, vamos, enfim, ao texto bíblico falar sobre a cura do leproso.

Nesse dia, Jesus falava à população, como sempre fazia, sobre a palavra de Deus. Ele subiu num monte para que todas as pessoas o vissem.

Quando terminou a pregação, desceu do monte e começou a andar.

Seguindo os passos dEle, do modo que acontecia com muita frequência, as pessoas caminhavam na mesma direção do Mestre.

Nisso um homem doente de lepra conseguiu passar pela população e se aproximar de Jesus.

O homem disse palavras calorosas de adoração ao Mestre. E, com muita fé para ser curado, lhe disse com firmeza:

– Senhor, se quiseres, pode tornar-me limpo.

Isto é, limpo da doença, curado, sem mais nada que consumisse seu corpo.

Jesus olhou para ele e calmamente estendeu a mão e pegou a mão do leproso dizendo:

– Quero, sê limpo!

Bastou o Mestre falar essa frase. Nada mais. No mesmo instante a lepra desapareceu por completo do corpo do homem. E ele ficou totalmente curado. Sem necessidade de remédio, nada.

Jesus lhe disse:

– Olha, não o digas a ninguém, mas vai, mostra-te ao sacerdote e apresenta a oferta que Moisés ordenou, para lhes servir de testemunho.

Jesus pede ao homem que se apresente ao sacerdote porque este tinha a incumbência de analisar o doente, reconhecer que ele estava curado e permitir o livre convívio dele com as pessoas da sociedade.

Mateus 8.1-4

Lucas 6.12-14

Marcos 1.40-45

 Você conhece alguém que tem ou que teve lepra? A pessoa se tratou corretamente? Escreva sua opinião nos comentários.

Divulgue nosso blog Contos e Estudos Bíblicos nas redes sociais.
Muito obrigado por receber postagens do blog:
Contos e Estudos Bíblicos por Email

Considere também curtir a:
Página de Fãs do blog Contos e Estudos Bíblicos no Facebook.

Comente com Facebook

Comentários com Facebook

2 comentários deixe um →

  1. A paz do Senhor.
    Sou o Pastor Júlio Fonseca do site http://www.idagospel.com, estou fazendo uma seleção de bons sites cristãos para poder divulgar as postagens no site idagospel, sabendo que o mais importante e divulgar o conteúdo de nosso site ao maior número de pessoas, estou abrindo esse canal de divulgação pensando em dar conteúdo de qualidade aos nossos leitores. Hoje a idagospel conta com uma média de 4.000 leitores diários e convidamos você a transmitir seu conteúdo em nosso site.
    Basta apenas cadastrar seu blog uma única vez e todas as futuras postagens que você fizer serão divulgadas em nosso site, é simples, rápido, prático e grátis.
    Nosso objetivo é criar uma rede cristã de evangelização e dessa forma unir o povo de Deus.
    Se você se interessou acesse nosso site e faça seu cadastro.
    http://www.idagospel.com/cadastro-de-blogs-cristao
    Desde já agradeço sua atenção.
    Pastor Júlio Fonseca

    Responder
    • José Guimarães

      A Paz do Senhor, Pastor Júlio Fonseca

      Entrei em seu site e li as condições de uso.
      Por ora, só há um problema, o feed está resumido. O envio é de 10 links aos leitores, com resumo das notícias.
      Verei como fazer para cumprir a exigência de seu site.

      Em Jesus

      José Guimarães

      Responder

Leave a comment

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE