A Crucificação e Morte de Jesus

A crucificação e morte de Jesus, conforme os livros dos evangelhos Mateus, Marcos, Lucas e João, Novo Testamento.

Como a Bíblia diz que aconteceram os passos para a crucificação do Filho unigênito de Deus, Jesus Cristo, que veio habitar entre nós para nos ensinar as Escrituras Sagradas.

A Crucificação e morte de Jesus

A crucificação e morte de Jesus

Os soldados do governador conduziram Jesus ao pretório e reuniram em torno dEle toda a corte.

Despiram-nO e O cobriram com um manto de cor escarlate.

Além disso, teceram uma coroa de espinhos e puseram em Sua cabeça, como se Ele fosse rei.

Na mão direita de Jesus esses soldados puseram um caniço e se ajoelharam diante dEle, O escarnecendo e dizendo:

― Salve, rei dos judeus!

Em seguida, cuspiram nEle e lhe tiraram o caniço, batendo com ele em Sua cabeça.

“Depois de o haverem escarnecido, tiraram-lhe o manto, vestiram-lhe as suas vestes e o levaram para ser crucificado” (Mateus 27:31).

Simão, o cireneu, ajuda Jesus a levar a cruz

Logo após terem saído do lugar em que estavam, encontraram um homem cireneu, de nome Simão, e o constrangeram a levar a cruz de Jesus.

Simão, o cireneu, ajuda então Jesus a levar a cruz para o lugar em que seria crucificado.

Lugar da Caveira

O nome desse lugar é Gólgota e significa Lugar da Caveira.

Os soldados, achando que Jesus estivesse com sede, deram-lhe a beber vinho misturado com fel. Mas Jesus, provando essa bebida amarga e repugnante, não a quis beber.

Jesus foi crucificado na terceira hora

“Era a hora terceira quando o crucificaram” (Marcos 15:25).

A hora sexta e a hora nona encontradas na Bíblia

Os dois ladrões

“Crucificaram com ele dois ladrões, um a sua direita, e outro a sua esquerda” (Marcos 15:27).

Esses ladrões eram criminosos. Um deles reconheceu sua culpa e aceitava a punição que lhe deram. O outro, no entanto, não reconhecia e não aceitava o castigo que lhe impuseram.

O segundo ladrão era, portanto, um homem rebelde e queria escapar dali a todo custo.

Pai, perdoa-lhes

“Jesus disse: Pai, perdoa-lhes, pois não sabem o que fazem. Repartindo as vestes dele, lançaram sorte” (Lucas 23:34).

Jesus disse essa frase pedindo ao Pai celestial que perdoasse os soldados que judiavam dEle e o escarneciam a todo o momento, sem cessar. Esses soldados se divertiam fazendo o que gostavam: matar pessoas na cruz.

Além dos soldados que zombavam de Cristo, o povo também estava olhando a cena. As autoridades também, e estas zombavam dEle, dizendo:

“― Aos outros salvou, salve-se a si mesmo, se é o Cristo, o escolhido de Deus” (Lucas 23:35b).

Rei dos Judeus

Os soldados continuavam escarnecendo o Mestre e entregaram-lhe vinagre dizendo:

“― Se tu és o Rei dos Judeus salva-te a ti mesmo” (Lucas 23:37).

A inscrição de Pilatos

Pilatos mandou seus soldados escrever numa tabuleta para que fosse colocada bem no alto da cruz:

“JESUS DE NAZARÉ, O REI DOS JUDEUS” (João 19:19b).

Mas os principais sacerdotes disseram a Pilatos:

“― Não escrevas, o rei dos judeus, mas que ele disse: Sou o rei dos judeus” (João 19:21b).

Então Pilatos respondeu:

“― O que escrevi, escrevi” (João 19:21b). Como se dissesse: “Eu escrevi desse modo e desse modo deve ficar”. E assim ficou, pois até hoje vemos na cruz de Jesus a palavra INRI.

I.N.R.I. é o acrônimo do termo Jesus Nasarenus Rex Iudaeorum, escrito em latim. Significa: Jesus Nazareno Rei dos Judeus.

As vestes de Jesus

Conforme estava escrito pelo profeta Isaías, nos livros do Velho Testamento, os soldados dividiram as vestes de Jesus em quatro partes, de modo que cada uma fosse entregue a um deles.

Mas pegaram também a túnica de Jesus e viram que ela fora confeccionada sem costura, pois fora tecida numa só peça de alto a baixo.

Então, com o objetivo de não rasgá-la, disseram uns aos outros:

“― Não a rasguemos, mas lancemos sorte sobre ela para ver de quem será” (João 19:24b).

Esse fato aconteceu para que se cumprisse o que estava escrito na Escritura:

“Dividiram entre si as minhas vestes, e sobre a minha túnica lançaram sortes” (João 19:24c).

Sem o saber do que estava escrito na Escritura, os soldados fizeram exatamente isso. Sortearam a túnica de Jesus para ver com qual deles ela ficava.

A Túnica de Jesus

Vinagre em vez de água

Mais uma vez, para que a Escritura se cumprisse, Jesus disse:

“Tenho sede” (João 19:28).

Estava naquele lugar um vaso cheio de vinagre, conforme diz a Bíblia. Os soldados então embeberam uma esponja de vinagre, colocaram-na na ponta de uma vara de hissopo e ergueram-na, de modo que a ponta com a esponja chegasse bem perto da boca de Jesus.

A morte de Jesus

“Quando Jesus recebeu o vinagre, disse: Está consumado! E inclinando a cabeça, entregou o espírito” (João 19:30).

“Chegada a hora sexta, houve trevas sobre toda a terra, até à hora nona.

“E à hora nona exclamou Jesus com alta voz: Eloi, Eloi, lamá sabactáni? Que quer dizer: Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?” (Marcos 15:33,34).

Alguns dos homens que estavam naquele lugar, ouvindo Jesus dizer essas palavras, diziam:

“― Vede, chama por Elias” (Marcos 15:35b).

Dando um grande brado, Jesus expirou.

O véu do templo se rasgou

“Nesse instante o véu do templo se rasgou em duas partes, de alto a baixo. Tremeu a terra, e fenderam-se as rochas” (Mateus 27:51).

A Bíblia diz que abriram-se os sepulcros e muitos corpos de santos, que dormiam, ressurgiram.

“E, saindo dos sepulcros, depois da ressurreição de Jesus, entraram na cidade santa e apareceram a muitos” (Mateus 27:53).

Filho de Deus

O centurião (comandante de uma centúria) e todos os que estavam ali com ele viram tudo isso acontecer e certamente ficaram boquiabertos.

Pois viram o terremoto e as coisas estranhas que aconteceram, umas após outras.

Então, tiveram grande temor, e disseram:

“― Verdadeiramente este era Filho de Deus” (Mateus 27:54b).

Crucificação e morte de Jesus

As mulheres que seguiam Jesus

Muitas mulheres também estavam ali, porém, observando a cena de longe. Essas mulheres tinham seguido Jesus desde a Galileia, com o objetivo de servir o Mestre, sempre que Ele precisasse delas.

“Entre essas mulheres estavam Maria Madalena, Maria mãe de Tiago e de José, e a mulher de Zebedeu” (Mateus 27:56).

“Estavam ali também muitas outras mulheres que tinham subido com ele para Jerusalém” (Marcos 15:41b).

Dia da preparação

“Como era o dia da preparação, os judeus, para que os corpos não ficassem na cruz durante o sábado, porque esse sábado era um grande dia, rogaram a Pilatos que se lhes quebrassem as pernas, e fossem tirados.

“Foram os soldados e quebraram as pernas do primeiro e do outro que com ele fora crucificado.

“Mas chegando-se a Jesus, e vendo-o já morto, não lhe quebraram as pernas.

“Contudo, um dos soldados trespassou-lhe o lado com uma lança, e imediatamente saiu sangue e água.

“Aquele que o viu testificou, e o seu testemunho é verdadeiro. Ele sabe que é verdade o que diz, para que também vós o creiais.

“Estas coisas aconteceram para que se cumprisse a Escritura: Nenhum dos seus ossos será quebrado.

“E como diz outra Escritura: Olharão para aquele a quem trespassaram.”

Sábados no Velho Testamento

Sábados no Novo Testamento

João 19:31-37

A história da crucificação e morte de Jesus se encontra nos livros dos evangelhos, Novo Testamento:

Mateus 27:33-44

Marcos 15:22-32

Lucas 23:33-43

João 19:17-37

Contos e Estudos Bíblicos

Receba posts do blog Contos e Estudos Bíblicos em seu e-mail.

Siga o blog Contos e Estudos Bíblicos no Twitter.

Curta a página de fãs do blog Contos e Estudos Bíblicos no Facebook.

José Guimarães e Silva

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3:16).

Comente com Facebook

Comentários com Facebook

2 comentários deixe um →

  1. Marcelo Pantoja

    Bom Dia!

    Caros, a Referência desse estudo sobre a crucificação de Jesus está errada…
    Vocês colocaram a referência de Lucas 27:31…. o livro de lucas tem apenas 24 capítulos… essa referência está em (Mateus 27:31)..

    Responder
    • Você tem razão, Marcelo Pantoja e muito obrigado por nos ajudar.

      Esse versículo é do livro Mateus 27:31.

      Já foi consertado.

      José Guimarães

      Responder

Leave a comment

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE