Iniquidade é rebelião contra Deus

em Contos, Deus, Estudos

Iniquidade é rebelião contra a Lei de Deus. Iniquidade é fazer tudo aquilo que desagrada ao Senhor Deus, Senhor dos Exércitos.

Iniquidade é bom ou ruim?

Quando ouvimos alguém dizer sobre iniquidade, pensamos logo na definição do dicionário.

Iniquidade é rebelião contra Deus

Iniquidade é rebelião contra Deus

 

Vamos então ler o que o dicionário diz quando à palavra:

Iniquidade

Encontramos no Dicionário inFormal diversas definições de iniquidade, escritas por usuários do site. Praticamente todas elas estão corretas, pois, apesar de seus autores usarem palavras diferentes, estão dizendo a mesma coisa.

Já o Dicionário Aurélio traz definições sucintas, mas que não explicam muito: “Falta de equidade, qualidade de iníquo, ação ou coisa iníqua”.

E quando pesquisamos a palavra iníquo, encontramos:

“Contrário à equidade, perverso, malévolo; extremamente injusto”.

Então iníquo é aquele que só faz coisas que desagradam ao Senhor Deus.

O objetivo deste artigo é comentar sobre o que significa a palavra iniquidade, que encontramos na Bíblia, segundo os preceitos bíblicos.

A definição que encontramos, segundo o Pastor Anderson Beiral me disse é a frase título deste artigo:

Iniquidade é rebelião contra a Lei de Deus

Um dia eu perguntei assim (um tanto ingenuamente) ao Pastor Anderson Beiral:

“Por causa de uma mordida numa fruta (muitos dizem que era uma maçã) Deus castigou todos os homens e mulheres do mundo inteiro?”.

O Pastor Anderson Beiral me disse que o castigo não surgiu por causa da fruta. Afinal, havia muitas frutas no paraíso. Mas sim por cauda da desobediência. Deus não tolera desobediência. Por isso, vemos tantos relatos de castigos ao longo do Velho ou Antigo Testamento.

Muitas pessoas chegam a pensar que Deus é severo demais. E acham que Jesus é muito bom. Mas Jesus disse: “O Pai e eu somos um”. O salmista escreve que Deus é bondoso, galardoador, zeloso.

Adão e Eva no paraíso

Quando Adão e Eva foram castigados por Deus por comerem da fruta que se encontrava na árvore do meio do paraíso, o castigo não surgiu pela fruta, mas sim pela desobediência dos dois.

Seria como dizer que um pai castiga seu filho por causa da desobediência.

Eva aceitou a sugestão do inimigo de Deus, que apareceu diante dela em forma de uma serpente, animal considerado astuto e talvez um dos mais bonitos daquela época.

Eva ofereceu em seguida a fruta a Adão. Ele poderia ter recusado. Poderia ter-lhe dito: “Não, não vamos comer dessa fruta! Se fizermos isso, vamos contrariar nosso Criador!”.

Porém, ele foi complacente. Aceitou a fruta e comeu-a, mesmo sabendo que estava agindo de maneira errada. Com isso ele permitiu que o pecado entrasse no mundo e todos nós já nascêssemos em pecado.

Cordeiro de Deus

Para nos livrar desse pecado, Deus criou o plano de redenção. Enviaria Seu filho ao mundo para que ele nascesse entre os homens e se tornasse o Cordeiro de Deus, aquele que tira o pecado do mundo.

Jesus nasceu de maneira muito pobre, foi colocado numa manjedoura e viveu de maneira muito pobre também. Ele não esteve entre reis e rainhas, mas ao contrário, entre pescadores, homens e mulheres simples, que precisavam ouvir a Palavra de Deus.

Por fim, depois de praticar inúmeras bondade, foi condenado à morte e morte de cruz, assim mesmo como se tivesse praticado maldades ao povo.

Vamos, então ao que a Bíblia diz sobre iniquidade:

Disse Jesus:

Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! Entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de Meu Pai, que está nos céus” (Mateus 7:21).

Fazer a vontade do Pai, que está nos céus, significa obedecer aos mandamentos da Lei de Deus, conforme o que está escrito no livro de Êxodos, capítulo 20. Lá o Senhor Deus escreveu usando o próprio dedo tudo aquilo que deseja que todos os homens e mulheres façam.

Deus escreveu numa pedra os dez mandamentos e os entregou ao Seu servo Moisés. Este recebeu as tábuas das mãos do Criador com a incumbência de entregá-las ao povo.

Moisés foi o homem escolhido por Deus para tirar o povo do Egito e levá-lo para a terra de Canaã.

Segundo o que Jesus disse, fazer a vontade de Deus significa também entrar pela porta estreita. Ou seja, entrar pela porta que leva o homem e a mulher pelo caminho da luz, à salvação.

A porta estreita e a porta larga

Ao escolher a porta estreita o homem e a mulher estarão dizendo NÃO à porta larga. Pois larga é a porta que leva o homem e a mulher ao mundo da gulodice, da orgia, da bebedeira, das perversidades, enfim, da perdição. Tudo em nome do prazer momentâneo que leva a pessoa à morte.

Disse ainda mais o Mestre aos seus discípulos e a todas as pessoas que estavam em volta dele:

Muitos dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos em Teu nome? E em Teu nome não expulsamos demônios? E em Teu nome não fizemos muitos milagres?” (Mateus 7:22).

Sabemos que muitas pessoas dizem realmente: Eu sou de Jesus. Eu sigo o caminho de Jesus. Jesus é o meu Pastor.

Mas andam conforme a orientação de seus prazeres carnais. Topando paradas incríveis que mais tarde elas se arrependem. Em vez de seguir o caminho indicado por Jesus.

Ou seja, em vez de escolherem a porta estreita, escolhem a porta larga. A porta que as leva ao pecado, aos rápidos prazeres carnais.

Infelizmente, surgem muitas novelas e programas sensacionalistas dizendo que o caminho do pecado é mais gostoso, mais excitante e mais delicioso de se passar a vida.

A vida é curta

Defendem que a vida é curta e de nada vale ficar no mundo sem aproveitar daquilo que ele tem de melhor: os divertimentos mundanos.

Essas pessoas estão certas. Pois o caminho do pecado tem mais atrativo, sim. Porque o objetivo de seu criador é atrair o maior número de pessoas, de modo que se tornem amigas dele e inimigas de Deus. Ou seja, tais pessoas ficam sempre praticando iniquidade. E muitas delas não conseguem encontrar o caminho para sair do emaranhado de problemas em que se encontram.

Sabemos que aqueles que as levam à perdição não as tiram de lá. Ao contrário, saem em busca de mais pessoas que estejam fracas na fé. Essas são presas fáceis para se voltar contra Deus. Desprezar os Seus mandamentos, esquecer-se dos ensinamentos de Seu Filho Jesus Cristo e ainda passar a atormentas os seguidores da Lei de Deus.

Contudo, para esses tais Jesus diz:

Então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade” (Mateus 7:23).

Vamos nos lembrar mais uma vez de que Iniquidade é rebelião contra a Lei de Deus. De modo que fique bem fixo em nossa mente essa palavra. E também pedir ajuda ao Senhor Deus para que nos guarde, nos livrando de aceitar convites que nos levem à rebelião contra Ele.

Conclusão

Deus escreveu Seus dez mandamentos para que todos nós os obedeçamos. Devemos lutar muito, todos os dias, para não tropeçar num só ponto.

Sabemos que somos de Deus, e que o mundo inteiro jaz no maligno” (1 João 5:19).

O iníquo decide fazer caminho contrário. Segue, então por caminhos escuros, que o levam às travas. Lá ele se desespera e reclama pedindo o caminho de volta. Mas voltar lhe torna realmente difícil. Principalmente se não tiver ajuda do Filho de Deus.

Mas Deus recebe de braços abertos todos aqueles que se arrependem e voltam para o Pai. Assim o Senhor Jesus nos ensinou. Amém!

Senhor, ajude-nos a viver longe de atos iníquos. Ajude-nos Senhor a viver sem a prática perversa da iniquidade.

Os iníquos não têm lugar no Céu. Nós sabemos disso. E queremos viver conforme os Seus mandamentos. Em Jesus.

José Guimarães e Silva

The following two tabs change content below.
Escrever, ler, estudar a Bíblia, orar pelas pessoas... É isso o que José Guimarães faz, diariamente. Também vai à igreja e ouve pregações acaloradas. Fez estudos bíblicos na Escola Dominical da Igreja Presbiteriana de Pouso Alegre. Também fez estudos bíblicos com o Pastor Anderson Beiral, que faz Mestrado em Liderança pela Andrews University. Fez Estudos Bíblicos na Escola Dominical da Igreja Adventista do Sétimo dia de Pouso Alegre, Sul de Minas Gerais, Brasil. E também com o Irmão Flávio. Reside atualmente em Cuiabá, Mato Grosso. Você quer ser Moldado por Deus?. Você conhece o Manual Bíblico das Questões Difíceis?. José Guimarães e Silva é autor dos livros Poesias Evangélicas, Frases de Jesus, Poetas e Profetas, Orações ao Senhor Deus e Palavras que Transformam.

Latest posts by José Guimarães e Silva (see all)

Comente com Facebook

Comentários com Facebook

Leave a comment

%d blogueiros gostam disto: