Tag: Livro de Jó

1 comentário

Frases do livro de Jó – Palavras do Servo de Deus, Jó

Frases extraídas do livro de Jó. Palavras ditas pelo servo de Deus de nome Jó. Um homem que sofreu na carne as maldades do inimigo e lutou por vencer, sem blasfemar o nome de Deus.

Nos momentos em que estava sob o domínio da maldade do inimigo, Jó disse diversas frases, que se transformam em lições para nós, nos dias de hoje. Lições bíblicas que nos ensinam a suportar com paciência as dores e lutar para sair das dificuldades em que nos encontramos, sem reclamar.

Conforme diz Jó: “Bem-aventurado é o homem que Deus corrige”. Vamos, então, às:

Frases do livro de Jó – Palavras de Jó

Bem-aventurado é o homem a quem Deus corrige; portanto, não desprezes a disciplina do Todo-poderoso

Pois Ele faz a chaga, e Ele mesmo a liga; Ele fere, mas as suas mãos curam.

frases-livro-jo-palavras-biblicas

De seis calamidades te livrará; na sétima o mal não te tocará.

Na fome, te livrará da morte, e na guerra, do poder da espada.

Do açoite da língua estarás protegido, e não temerás a destruição, quando vier.

Da assolação e da fome te rirás, e as feras da terra não temerás.

Pois terás uma aliança com as pedras do campo, e os animais selvagens viverão em paz contigo.

Saberás que a tua tenda está segura; visitarás as tuas possessões, e nada faltará.

Saberás que se multiplicará a tua descendência, e a tua posteridade, como a erva da terra.

Com todo o vigor virás à sepultura, como se recolhe o feixe de trigo a seu tempo.

Já examinamos isto, e assim é. Ouve-o, e aplica-o para teu bem.

Jó 5.17-27

Muito obrigado por assinar nosso feed.

Que Deus o ilumine e o ajude a compreender ainda mais sua Palavra.

José Guimarães

4 comentários

História da Bíblia – Livro de Jó – A Primeira prova de Jó

em Livro de Jó

A Primeira Prova de Jó mostra a maldade do Diabo em querer provar que Jó não era Temente a Deus.

História do livro de Jó

É claro que Satanás não deixaria por menos sua intenção de prejudicar o tanto quanto pudesse a vida e a tranquilidade de Jó, servo de Deus, que o Todo-Poderoso tinha em alta conta.

Deus, por sua vez, deu ao Diabo a oportunidade de provar a fidelidade de Jó. Ele acreditava que Jó só era temente a Deus porque tinha tudo o que queria. Seria como dizer que um filho só tem amor pelo pai porque recebede dele tudo o que pede.

Com o intuito de mostrar ao inimigo que ele estava errado, Deus permitiu que ele prejudicasse a vida de seu leal servo Jó.

Satanás, então agiu rápido.

Ele sabia que os filhos de Jó gostavam de se reunir na casa de um deles para festejar algum acontecimento. Jó tinha muito medo que eles cometessem pecado, por isso fazia orações a Deus pedindo que perdoasse qualquer ofensa que seus filhos fizessem ao Criador.

Jó tinha fé em Deus. Era leal e seguia seus mandamentos. Mas tinha muito medo de que lhe acontecesse algo terrível, assim como aos seus filhos e filhas.

A lição que tiramos dessa história é que devemos confiar em Deus e enfrentar as dificuldades da vida, sem medo de sofrer qualquer acontecimento, por mais terrível que seja. Devemos viver sem medo de ser feliz.

Primeiro mensageiro

Continuando a história, Satanás pôs seu plano diabólico em ação. Assim, certo dia, quando os filhos do servo de Deus Jó se divertiam na casa do irmão mais velho deles, veio um mensageiro até à casa de Jó e lhe disse:

– Os bois e as jumentas pastavam no campo. Mas de repente vieram os sabeus e os levaram. Mataram todos os servos com suas espadas, e só eu escapei para lhe trazer a notícia.

história da bíblia a primeira prova de jó

Segundo mensageiro

Antes mesmo de o primeiro mensageiro terminar de falar, veio o segundo mensageiro e disse a Jó:

– Fogo de Deus caiu do céu e queimou as ovelhas e os servos. E os consumiu. Só eu escapei para lhe trazer a notícia.

Jó ouviu tudo em silêncio sem manifestar descontentamento ou revolta. Mas as notícias ruins não parariam aí.

Terceiro mensageiro

O segundo mensageiro ainda falava quando o terceiro homem se aproximou e disse a Jó:

– Os caldeus se dividiram em três bandos e deram sobre os camelos e os levaram. Mataram os servos com suas espadas e só eu escapei para lhe trazer a notícia.

Jó continuou sem falar ou blasfemar contra a falta de sorte, se é que podemos dizer assim. A verdade é que uma pessoa revoltada logo se exaltaria e deixaria sair de sua boca palavras sem nexo ou de ofensas a alguém que julgaria culpado pelas suas desgraças.

Quarto mensageiro

O terceiro mensageiro ainda não terminara quando o quarto homem se aproximou e disse a Jó:

– Seus filhos e suas filhas estavam comendo e bebendo vinho na casa do seu filho mais velho. Mas de repente veio uma tempestade do deserto. Derrubou a casa e morreram todos. Só eu escapei para lhe trazer a notícia.

Pronto! IMagine o que faria uma pessoa ao receber tanta notícia ruim assim! Ficaria louca, revoltada, xingando a Deus e a o mundo. Mas Jó, o que fez?

Em vês de se irritar, de lamentar ou blasfemar contra Deus, ou contra a propria falta de sorte, Jó simplesmente se levantou, rasgou seu manto, raspou a cabeça e prostrou-se, dizendo:

Nu saí do ventre de minha mãe. Nu voltarei para lá. O Senhor me deu tudo o que eu tinha. O Senhor o tomou. Bendito seja o nome do Senhor!

Aleluia! Como seria louvável se todos nós nos comportássemos assim quando recebemos uma notícia que nos desagrada.

A Bíblia diz que em momento algum Jó pecou nem ofendeu a Deus, do jeito como o Diabo supusera. Este decerto ficou decepcionado, porque Jó não reagiu do jeito que ele queria. Contudo, sua maldade não parou aí. Pois você lerá o que ele fez em próximos posts do nosso blog Contos e Estudos Bíblicos. Aguarde.

Jó 1.6-12

Glossário:

1. Astrólatra – adorador dos astros.

2. Caldeus – habitantes da Caldéia (antiga região da Ásia).

3. Prostrar – humilhar-se, abater-se, em sinal de reverência.

4. Sabeus – povo bíblico astrólatra que habitava o país de Sabá (Sul da Arábia).

PS: Faremos uma pausa no Livro de Jó para outros assuntos. Mais tarde retornaremos à continuidade dele.

Mire-se no exemplo de Jó. Seja paciente em suas ações diárias. Perseverante em suas atividades, a fim de obter êxito em suas realizações. Creia em Deus. Tenha fé no Todo-Poderoso e lute por conseguir aquilo que deseja. Seja feliz.

Você já leu o livro de Jó? Qual é sua opinião sobre a paciência de Jó? Você é paciente nas horas de angústias? Escreva sua opinião nos comentários.

Fique com a Paz de Jesus.

Divulgue nosso blog Contos e Estudos Bíblicos nas redes sociais.
Muito obrigado por receber postagens do blog:
Contos e Estudos Bíblicos por Email

Considere também curtir a:
Página de Fãs do blog Contos e Estudos Bíblicos no Facebook.

Que Deus o ilumine e o ajude a compreender ainda mais sua Palavra.

José Guimarães

1 comentário

O Dia-a-dia de Jó e as Festas dos Filhos e Filhas de Jó

Como era o dia-a-dia de Jó? As festas dos filhos e filhas de Jó. As orações de Jó a Deus para que protegesse seus filhos e filhas. Vida harmoniosa de Jó com sua esposa, filhos e filhas.

Jó era um homem rico leal ao Senhor Deus

Sabemos por meio dos estudos bíblicos, principalmente do livro de Jó que, apesar de toda a riqueza que tinha, Jó sempre se desviava do mal. Isto é, em vez de sair pelo mundo a gastar o dinheiro que tinha com diversão e outros passatempos, voltava sempre sua atenção ao Senhor Deus.

Jó era fiel ao Senhor Deus, e o Criador havia muito sabia disso. Tinha seu servo Jó em alta conta e o protegia continuamente.

Jó, por seu lado, amava muito ao Pai Celestial. Não desviava sua atenção nem para a esquerda, nem para a direita. Mas sim a mantinha focada no mundo que ele muito bem sabia que existe, o mundo de Deus.

Para um melhor entendimento deste tópico, podemos explicar que Jó não participava das festanças que os filhos dele organizavam.

Muito menos se divertia com brincadeiras consideradas ofensivas. Podemos dizer: maldosas, ofensivas, que prejudicam outras pessoas.

Já os filhos de Jó, de maneira diferente do pai, costumavam se reunir para as festanças costumeiras. Talvez porque tivessem um pai com muito dinheiro, achassem que as festas lhes fossem benéficas. Assim, uns reuniam em casas de outros, em animados banquetes.

Além disso, convidavam as irmãs deles para festejarem em família. Seus pais, no entanto, conforme a Bíblia mostra, não participavam dessas festas. Tampouco a Bíblica explica o que acontecia nas casas em que os filhos de Jó se divertiam.

vida-jo-festas-filhos-filhas-estudos-biblicos

É claro que podemos imaginar de que forma eles se divertiam.

Geralmente, não se reuniam todos num só lugar. Mas em lugares diferentes.

Assim, participavam de festas praticamente todos os dias.

Jó, por sua vez, durante essas festas, meditava e orava muito ao Senhor, e dizia para si mesmo:

“Talvez meus filhos tenham pecado e blasfemado contra Deus no seu coração”.

“E sucedia que, tendo decorrido o turno de dias de seus banquetes, enviava Jó e os santificava; e, levantando-se de madrugada, oferecia holocaustos segundo o número de todos eles; pois dizia Jó: Talvez meus filhos tenham pecado, e blasfemado de Deus no seu coração. Assim o fazia Jó continuamente (Jó 1.5).”

Mas Deus sabia tudo o que acontecia com seu servo predileto. Tanto que disse ao diabo, certa vez:

“Notaste porventura o meu servo Jó, que ninguém há na terra semelhante a ele, homem íntegro e reto, que teme a Deus e se desvia do mal? (Jó 1.8)”.

Muito obrigado por receber postagens do blog:
Contos e Estudos Bíblicos por Email

Que Deus o ilumine e o ajude a compreender ainda mais sua Palavra.

José Guimarães